A Finalidade deste blog tem como objetivo, repassar para nosso povo: "Anoticia , Educação, Cultura, Esporte e Lazer" A Realidade da nossa TERRA, da nossa GENTE, da querida e amada ALTO OESTE.

Nosso E-Mail joseradiocaripina@Gmail.com o Novo Email blogradiocaripina@hotmail.com

quarta-feira, 20 de junho de 2012

SECA PROVOCA DESABASTECIMENTO NO PROGRAMA DO LEITE POTIGUAR


A seca no Rio Grande do Norte, que já atinge seriamente mais de 139 municípios, compromete a produção de leite do estado e o abastecimento do Programa Leite Potiguar, que tem uma demanda diária de aquisição e distribuição de 155 mil litros por dia, sendo 145 mil de leite de gado e 10 mil de leite de cabra. A estiagem já provocou uma redução no abastecimento em torno de 30%, que corresponde a aproximadamente 50 mil litros diários.

Em algumas regiões, a escassez do produto compromete sua oferta para o Programa, como nas regiões do Seridó e da área metropolitana de Natal, uma vez que os produtores contam com mais opções para comercialização do produto. É o caso do Seridó, onde o produto escasso, é direcionado para venda às queijeiras.

De acordo com Ronaldo Cruz, diretor geral do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do RN (Emater-RN), as medidas governamentais para minimizar a escassez do produto vêm sendo tomadas. "O preço do leite de cabra foi ampliado para R$ 1,50. Já o leite da vaca saiu de R$ 0,80 para R$ 0,83. Isso para atenuar o comprometimento da produção da bacia leiteira. Não descartamos a ampliação deste valor para assegurar ao beneficiário do programa que este receba o leite diariamente", explicou Ronaldo Cruz.

O Programa Leite Potiguar pratica o terceiro melhor preço do Nordeste, em comparação com os demais estados, com a vantagem de que os valores são creditados diretamente na conta do produtor, sem a intermediação dos laticínios e sem descontos, o que confere maior ganho, mais agilidade e transparência aos pagamentos.

Em alguns estados, os preços praticados ainda estão sujeitos aos descontos referentes à retenção da Contribuição Especial à Previdência Rural (CESSR) e do frete. A depender do valor desse frete, que é variável, o preço do leite praticado pelo Governo do Rio Grande do Norte pode chegar a ser o maior valor pago, comparativamente aos demais programas estaduais do leite.

O preço praticado pelo Governo para o produtor (R$ 0,83) está 3,6% acima da média dos demais estados (R$ 0,80) da região.
O desabastecimento desses 50 mil litros por dia afeta diretamente a população mais vulnerável que é beneficiária do Programa, ou seja, as crianças em situação de desnutrição, as mulheres grávidas ou que estão amamentando e os idosos.

O Governo do Estado já está tomando medidas para a garantia do abastecimento e distribuição regular pelos laticínios consorciados do leite do Programa Leite Potiguar, conforme foi contratado.
Fonte:DN Online

Nenhum comentário: