A Finalidade deste blog tem como objetivo, repassar para nosso povo: "Anoticia , Educação, Cultura, Esporte e Lazer" A Realidade da nossa TERRA, da nossa GENTE, da querida e amada ALTO OESTE.

Nosso E-Mail joseradiocaripina@Gmail.com o Novo Email blogradiocaripina@hotmail.com

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Patu » Seca no RN faz macacos descerem a serra em busca de água e comida



Macacos prego estão descendo a Serra do Lima. Os animais entram nas casas dos moradores em busca de comida e água (Foto: Bruno Campelo)
A seca que assola 83% dos 167 municípios potiguares, além de sofrimento ao sertanejo, também tem causado mudanças no comportamento de animais. No município de Patu, na região Oeste do estado, a estiagem está mudando o comportamento de colônias inteiras de macacos prego. Em busca de água e comida, os animais estão descendo a Serra do Lima e invadindo a cidade. Levantamento realizado pela Secretaria de Meio Ambiente do município aponta para aproximadamente 1.500 símios na região. A Prefeitura está preocupada com a situação e o Ibama alerta: dar comida aos bichos pode causar desequilíbrio ambiental.
O secretário de Comunicação de Patu, Bruno Campelo, afirmou que o Ibama recomendou que as pessoas não alimentem os animais. Ele disse que os macacos podem se acostumar e adotar o hábito. "Eu receio que eles continuem buscando alimento entre as pessoas mesmo quando a chuva retornar", acrescentou.
Campelo informou ainda que a mudança de comportamento dos macacos prego ocorre desde que um incêndio, ocorrido em agosto passado, devastou a vegetação de palmeiras da espécie coco-catolé, principal alimento dos símios que habitam a Serra. Ainda segundo o secretário de comunicação, a queimada não ocorreu de forma natural, mas ainda não se descobriu o responsável por ter ateado fogo na vegetação. E, como não chove na região há meses, as plantas ainda não se regeneraram.

Em agosto, incêndio queimou boa parte da mata
(Foto: Bruno Campelo)
A Secretaria de de Meio Ambiente de Patu fez um levantamento e identificou a existência de cinco colônias de macacos prego no território geográfico da Serra do Lima, o que daria, aproximadamente, 1.500 animais. Também já foram identificados os locais onde os macacos estão bebendo água diariamente, pois, de acordo com o estudo, ainda há reservatórios de água em cima da serra e a ida dos animais à cidade seria provocada apenas pela falta do coco-catolé.
"Cada colônia de macacos agrupa entre 250 a 300 animais em territórios demarcados. Esta é uma das preocupações do Ibama. Além de acostumar os animais a conseguirem alimento de forma mais fácil, as pessoas que dão comida aos macacos podem promover o encontro destes símios pertencentes a colônias diferentes, ocasionando confrontos", relatou Campelo.
Serra do Lima
A Serra do Lima tem 699 metros de altura e é o principal ponto turístico da cidade de Patu. Em cima dela, fica localizado o Santuário de Nossa Senhora dos Impossíveis, procurada por muitos religiosos. Comumente ocorrem romarias para o santuário, que é bastante conhecido em todo o estado do Rio Grande do Norte.
A serra também é procurada pelos praticantes de esportes radicais. Além das trilhas realizadas no local, a Serra do Lima é bastante frequentada por pessoas que praticam saltos de asa delta na modalidade parapente.

Serra do Lima, em Patu, tem vegetação exuberante durante o período de chuvas (Foto: Bruno Campelo)

Seca atinge 83% dos municípios do RN

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte prorrogou o Decreto nº 22.637, de 11 de abril de 2012, que declarou situação de emergência nos municípios potiguares atingidos pela falta de chuvas. O novo decreto, de número 23.037, assinado neste dia 9 de outubro, prorroga a situação por mais 180 dias (seis meses) em 139 cidades potiguares atingidas pela seca, o que corresponde a 83% dos 167 municípios do estado. O documento foi publicado no Diário Oficial do Estado quarta-feira (10).
Fonte G1/RN/ Via Patu 24 Horas /Via do Blog Junior Mattos

Nenhum comentário: