A Finalidade deste blog tem como objetivo, repassar para nosso povo: "Anoticia , Educação, Cultura, Esporte e Lazer" A Realidade da nossa TERRA, da nossa GENTE, da querida e amada ALTO OESTE.

Nosso E-Mail joseradiocaripina@Gmail.com o Novo Email blogradiocaripina@hotmail.com

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Por Davi Calisto Neto MOTE EM SETE SÍLABAS: SALVAÇÃO NÃO É DINHEIRO/QUE A GENTE PEDE EMPRESTADO.


MOTE EM SETE SÍLABAS: SALVAÇÃO NÃO É DINHEIRO/QUE A GENTE PEDE EMPRESTADO.

ESCREVEU: DAVI CALISTO NETO.
ANTÔNIO MARTINS-RN, 25/05/2015.



Para o homem se salvar 
Tem que ter bom coração 
Ter o próximo como irmão 
Também saber perdoar 
O mal nunca praticar 
Para não ser castigado 
Beber do vinho sagrado 
Como o sangue verdadeiro 
Salvação não é dinheiro 
Que a gente pede emprestado


Lá no céu não tem ruína 

Porque tudo é alegria 
Um anjo é quem anuncia 
E Deus é quem determina 
Com a proteção divina 
O homem não tem pecado 
Depois é classificado 
Por Pedro que é o porteiro 
Salvação não é dinheiro 
Que a gente pede emprestado


Entre luzes multicores 

É no céu que reina a paz
Somente Deus é capaz 
De perdoar pecadores 
Se o homem perde os valores 
Ele está condenado 
Passa a ser subjugado 
Vai viver no cativeiro 
Salvação não é dinheiro 
Que a gente pede emprestado


Judas quando vendeu Cristo 

Tentando se promover 
Depois quis se arrepender 
Por ter praticado isto 
Pelo o mundo ele foi visto 
Por seu ato praticado 
Findou morrendo enforcado 
Por vender o companheiro 
Salvação não é dinheiro 
Que a gente pede emprestado


Mesmo sendo um sonhador

José não foi entendido 
Pelos irmãos foi vendido 
Pelo um pequeno valor 
Essa falta de amor 
Por Deus foi observado 
Cada irmão foi julgado 
Pelo ato traiçoeiro 
Salvação não é dinheiro 
Que a gente pede emprestado


O céu é lugar divino 

Onde só vive os arcanjos 
É território dos anjos 
Que a todos trás fascino 
Quem já cumpriu seu destino 
Por Deus está liberado 
É preciso está lavado 
Pelo sangue do cordeiro 
Salvação não é dinheiro 
Que a gente pede emprestado

Quando Dimas o bom ladrão 

Na cruz estava pregado 
Mesmo ele sendo culpado 
Cristo lhe deu o perdão 
Na hora da aflição 
Ele pediu humilhado 
Por Cristo foi perdoado 
Mas condenou seu parceiro 
Salvação não é dinheiro 
Que a gente pede emprestado

Ninguém fez como Jesus 

Morrendo pra nos salvar 
O seu sangue derramar 
Ser pregado numa cruz 
Seus lindos olhos azuis 
Com a morte foi ofuscado 
Depois foi ressuscitado 
Logo no dia terceiro 
Salvação não é dinheiro 
Que a gente pede emprestado


Depois de ser acusada 

De um crime sem perdão 
Madalena com emoção 
A Cristo ela foi levada 
Seria ela apedrejada 
Mas Cristo foi ponderado 
Com o seu dedo apontado 
Disse quem é verdadeiro 
Salvação não é dinheiro 
Que a gente pede emprestado


Em meio a seu sofrimento 

No caminho do calvário 
Sem ser um homem ordinário 
Cristo não fez um lamento 
Simão que estava atento 
Sentiu o Mestre cansado 
Por ter Cisto ajudado 
Levando aquele madeiro 
Salvação não é dinheiro 
Que a gente pede emprestado

Um comentário:

Uilson Fernandes disse...

Quero parabenizar, o professor Davi Calixto pelo seus belos poemas!