A Finalidade deste blog tem como objetivo, repassar para nosso povo: "Anoticia , Educação, Cultura, Esporte e Lazer" A Realidade da nossa TERRA, da nossa GENTE, da querida e amada ALTO OESTE.

Nosso E-Mail joseradiocaripina@Gmail.com o Novo Email blogradiocaripina@hotmail.com

domingo, 7 de fevereiro de 2016

Antonio Martins-RN Comunidade Católica Vai Celebrar 70 ANOS DE HISTÓRIA E RELIGIOSIDADE DA FESTA DE SÃO JOSE 2016


      A Comunidade do Alto da Ema - Antônio Martins/RN, comemora em 2016, o Jubileu de 70 anos da edificação da capela de São José, hoje, Santuário.

Para celebrar esta trajetória a Comissão 70 Anos está organizando uma vasta programação durante a FESTA DO PADROEIRO que acontecerá no mês de março, com atividades religiosas, sociais e culturais que marcarão mais uma vez a história da comunidade, construída com a colaboração e o empenho de inúmeras pessoas.
                                  



HISTÓRICO
Mariano José da Rosa, Filho de Antônio José da Rosa e Delmira Maria da Conceição. Nascido em 1896, na cidade de Martins, Rio Grande do Norte e reservista em 1918.

Em 1924, houve um barulho (pé de guerra) e Mariano José da Rosa, foi chamado para lutar. Saiu daqui a pé até Lajes, pois na região não dispunha de transporte. Angustiado e triste, pensando em sua mulher Delmira Maria da Conceição, que se encontrava gravida no oitavo mês de gestação, fez um pedido a São José, seu santo de devoção, que se fosse para o Rio de Janeiro e voltasse em paz, construiria um pontinho do tamanho que fosse as condições dele, naquele serrote para botar São José.

Quando chegou a Caicó, foi assistir ao sorteio dos reservistas. Para sua alegria não foi chamado. Ficou dispensado de servir ao comando, e voltou de Caicó.

No intervalo de 1930 a 1940, eram constantes suas visitas ao serrote. Fazia um ajuntamento e levava São José em procissão de casa em casa até o alto monte, rezando o terço e fazendo orações.

Começou a carregar os tijolos para construção da capelinha, tão logo foi barrado pela igreja. A mesma alegava que ele não era casado no religioso. Augusto Nunes, grande amigo da família, foi interceder com o bispo de Mossoró Dom Jaime de Barros, atestando não só o casamento dele mais também, a sua religiosidade e a necessidade dele cumprir o que prometera e pagar sua promessa. Depois de muita insistência e conversa conseguiu a licença do bispo.

Inicialmente, pensou em construir uma capelinha bem pequena. Mas, a comunidade atendendo a um pedido de Augusto Nunes, se prontificou a ajudar a fazer uma igrejinha maior com altar e bancadas de madeiras. Muitas pessoas ajudaram principalmente aqueles que moravam mais próximos. Os tijolos e a água eram carregados em jumentos, às telhas levavam na cabeça, uma, duas, cinco... Como podiam.

Em 1946, foi concluída. Em 1947 foi celebrada a primeira missa, “tinha muita gente, foi marcante, foi a maior alegria de toda comunidade”. O celebrante veio de Martins, Padre Evaldo Bette.

Livro: Antônio Martins Terra da Boa Esperança, 2003. - Entrevista concedida pelo Sr. João Mariano.

FESTA DO PADROEIRO

No ano de 2005 foi celebrada a primeira Festa de São José, no período de 10 a 19 de Março, essa iniciativa deu-se as necessidades da estrutura de equipamentos, e com ajudar da agente de pastoral e vários animadores e colaboradores da comunidade, celebrou-se neste ano uma grande festa ao padroeiro São José.

SANTUÁRIO

Em 2005 iniciou-se as obras do Mirante e Santuário São José, através do poder público municipal e finalizada em 2007, ganhando nova fisionomia e atrações religiosas.

Via da Fan Pagina do Santuário são Jose

Nenhum comentário: